Linguagem de programação - pág.2

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO - CONTINUAÇÃO

SEQUÊNCIA E ESTRUTURA DOS BLOCOS

Após o cabeçalho devem-se introduzir os primeiros parâmetros. No simulador cada linha deve ser um bloco iniciado pela letra “N”, seguida de um número inteiro e finalizado com “;”. Obs. Muitos controles numéricos não aceitam este símbolo.

Figura 3.8.1: Configuração do programa (modificada).

Fonte: GE FANUC, 1997.

Os programas necessitam de muitos blocos e estes de várias palavras. Alguns controladores limitam a quantidade de palavras em um mesmo bloco. Teoricamente os blocos poderiam estar em qualquer ordem, mas grande maioria dos controladores e a boa prática recomenda que se siga a ordem numérica crescente de cima para baixo e precedido da letra N. Vide figura anterior.

As linhas de programa sem a identificação de bloco podem, em alguns casos, serem utilizadas e pertencerão ao bloco imediatamente anterior.

Os valores numéricos de cada bloco são endereços de sequência e permitem omissões, ou seja, podem seguir como: N1, N2, N3, etc. ou qualquer intervalo entre estes, N05, N10, N15, etc. ou mesmo, N10, N20, N30, etc. Usam-se, geralmente, intervalos entre blocos de 2, 5 ou 10 durante a programação para evitar que sendo necessário inserir um bloco em qualquer parte do programa tenha-se que renumerar todo o programa.

Os controles numéricos entendem blocos escritos N1 ou N0001 como iguais e para a grande maioria dos sistemas de controle um programa pode ser programado até o bloco N9999, controladores mais novos permitem escrita até o bloco N99999. Na programação de peças com menos detalhes pode-se usar intervalos maiores e se a peça tiver mais detalhes á executar terá seguramente mais linhas de programação e se recomenda intervalos menores.

A letra de endereço de instrução mais importante é a G. As instruções G(G00 a G99) controlam principalmente os deslocamentos de ferramenta (por isso, também são designadas por “instruções gerais ou preparatórias”).

As letras de endereço para as instruções suplementares ou auxiliares são:

Ø X, Y, Z, A, B, C, etc.: dados relativos a coordenadas;

Ø F: velocidade de avanço;

Ø S: velocidade de corte ou rotação.

No manual linguagem de programação do sistema de controle CNC, o fabricante especifica:

Ø Quais instruções podem ser programadas;

Ø Quais instruções gerais ou preparatórias são possíveis juntar a instruções individuais;

Ø Quais letras de endereço e sequências de números formam as instruções e as instruções auxiliares.

Quando se introduz um programa de CNC, o sistema de controle verifica se foram respeitadas as regras da linguagem de programação (por exemplo, se podem adicionar instruções suplementares a uma instrução). Contudo, a introdução pelo programador de coordenadas erradas apenas se podem detectar durante a execução do programa, simulação ou, muitas vezes no controle dimensional da peça.

Um bloco pode ser composto de algumas instruções, exemplo:

A seguir nas tabelas têm-se as relações de códigos G e M normalizados e também para comandos Fanuc. As instruções marcadas com asterisco (*) e em vermelho estão disponíveis no simulador Denford Fanuc Turning v1.11.

TABELA 2.1- Códigos G (Geral ou preparatório) para tornos e centros de torneamento pelo Padrão ISO 1056, DIN 66025 e NBR 11312, complementados com instruções de comando FANUC. Fonte: SMID, (2003); DENFORD, (1996) e GE FANUC, (1997).

G30 - Retorna a posição de referência 2 (Zero máquina)

G31 - Suprimir ou omitir instrução

G32 - Roscamento de avanço constante

CONTINUAÇÃO DA TABELA 2.1

Notas:

(1) Na tabela anterior que contém as instruções G para tornos, os códigos são mais comuns para controles GE FANUC da série T (Turning).

(2) Nem todas as instruções para os controles GE Fanuc estão especificadas na tabela, para qualquer caso em particular deve-se ler o manual do fabricante específico para o controle.

(3) Estão especificados os controles GE Fanuc junto a algumas destas instruções, quando estas instruções são mais comuns para estes e menos comuns para outros modelos de controles da GE Fanuc.

(4) As instruções marcadas com asterisco (*) e em vermelho estão disponíveis no simulador Denford Fanuc Turning v1.11.

CONTINUA AO LADO =>

Direitos Reservados para Domingos F. O. Azevedo © - Agosto de 2013

Clique aqui <= VOLTAR A PÁGINA ANTERIOR PRÓXIMA PÁGINA => Clique aqui